Análise das publicações brasileiras sobre afasia a partir de um enfoque sociointeracionista:

tendências e perspectivas.

  • Josiane Hoffmann IELUSC
  • Roxele Ribeiro Lima Faculdade IELUSC
  • Giselle Athayde Massi Programa de Pós- Graduação em Distúrbios da Comunicação da Universidade Tuiuti do Paraná
  • Ana Cristina Guarinello Programa de Pós- Graduação em Distúrbios da Comunicação da Universidade Tuiuti do Paraná
  • Helbert do Nascimento Lima Universidade da Região de Joinville - Univille

Resumo

Introdução: A afasia está presente em cerca de um terço dos pacientes após um acidente vascular cerebral. Este acometimento da linguagem acarreta em um significativo impacto no modo de vida, nos relacionamentos com familiares e no convívio social como um todo. Considerando tais impactos na vida das pessoas afásicas, diferentes abordagens têm sido utilizadas no entendimento desses sujeitos, dentre essas a sociointeracionista.


Objetivo: Analisar o perfil das publicações brasileiras a respeito da afasia, especialmente no que diz respeito a abordagem sociointeracionista nos últimos doze anos.  


Método: Foi elaborada uma revisão de artigos publicados em periódicos brasileiros, entre os anos de 2006 à 2017, nas bases de dados LILACS, SCIELO e MEDLINE, com o descritor afasia. Depois, foram selecionados aqueles que embasavam-se em uma ótica sociointeracionista, para que os mesmos fossem analisados em função dos seguintes critérios: 1) o tipo de estudo; 2) a área de conhecimento; 3) a distribuição dos artigos, tendo em vista o ano e o periódico em que os textos foram publicados. Utilizou-se o teste qui quadrado para avaliar diferenças nas distribuições dos artigos.


Resultados: Foram encontrados 97 artigos, sendo que, desse total, 31 constavam na base de dados LILACS, 46 na SCIELO e 20 no MEDLINE. O período em que houve maior número de publicações envolvendo o tema afasia foi no quadriênio 2014/2017, com 28 estudos, sendo que 10 deles foram divulgados na Revista CEFAC. Especificamente vinculados à perspectiva sociointeracionista, foram publicados 18 artigos no período 2006/2017. Além disso, a Fonoaudiologia foi a área da saúde que mais publicou acerca da temática em questão de forma significativa (p=0,032).


Conclusão: A perspectiva sociointeracionista nos últimos 12 anos esteve mais diretamente relacionada às produções da Fonoaudiologia no Brasil. No entanto, essa área precisa desenvolver mais conhecimento acerca dessa perspectiva para impulsionar novos estudos voltados à terapia da linguagem de pessoas com afasia.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Idealizadora do estudo e na redação do artigo.

 

Docente do Curso de Fonoaudiologia da Faculdade IELUSC.

##submission.authorWithAffiliation##

Universidade Tuiuti do Paraná - UTP

##submission.authorWithAffiliation##

Universidade Tuiuti do Paraná -UTP

##submission.authorWithAffiliation##

Universidade da Região de Joinville - Univille

Publicado
2020-01-28
Como Citar
HOFFMANN, Josiane et al. Análise das publicações brasileiras sobre afasia a partir de um enfoque sociointeracionista:. Redes - Revista Interdisciplinar do IELUSC, [S.l.], n. 2, p. 37-54, jan. 2020. ISSN 2595-4423. Disponível em: <http://revistaredes.ielusc.br/index.php/revistaredes/article/view/54>. Acesso em: 17 abr. 2024.