Práticas em higiene e manipulação de alimentos no ambiente doméstico de moradores de uma comunidade de Joinville/SC

  • Evelin Caroline Bressan Faculdade IELUSC
  • Renata Carvalho Oliveira Faculdade IELUSC

Resumo

A contaminação dos alimentos pode ocorrer no ambiente doméstico, principalmente pela manipulação e preparo inadequado dos alimentos, sendo necessários cuidados com a higiene, tanto pessoal, do ambiente e dos alimentos, visto que a contaminação pode provocar danos à saúde. O objetivo do estudo foi avaliar as práticas de higiene e manipulação de alimentos no ambiente doméstico de moradores de uma comunidade de Joinville/SC. Foi realizado um estudo transversal, descritivo, por meio de aplicação de questionário estruturado, com abordagem teórica de natureza quantitativa. O questionário foi aplicado a 27 moradores da comunidade, frequentadores de uma Unidade Básica da Saúde, que aceitaram participar da pesquisa após a assinatura do termo de consentimento. As questões avaliadas sobre as práticas de higiene e manipulação de alimentos foram sobre higiene do manipulador, higiene do ambiente e higiene e dos alimentos. Os 27 participantes eram predominante do sexo feminino (96%), apresentando entre 31 a 50 anos (74%), renda de 2 a 4 salários mínimos (63%) e ensino médio completo (52%). As principais práticas inadequadas quanto à higiene do manipulador foram: 74,1% dos entrevistados utilizavam o mesmo pano de cozinha para secar as mãos e a louça; 48,1% apresentavam o hábito de cozinhar com unhas compridas e/ou esmalte. Em relação à higiene do ambiente, 51,9% dos entrevistados relataram deixar as lixeiras próximas do local de preparo dos alimentos e permitirem a presença de animais de estimação na cozinha durante o preparo das refeições (59,3%). E, por fim, quanto à higiene e manipulação dos alimentos, a maioria dos entrevistos relatou descongelar e recongelar alimentos mais de uma vez (81,5%), seguido da higienização de vegetais e frutas somente com água (77,8%), utilizar utensilio de madeira e colher de pau, além do mesmo utensílio para alimentos diferentes sem lava-los (59,3%). Assim, percebe-se que o ambiente doméstico pode ser um local de risco elevado para a ocorrência de DTA, devido às práticas inadequadas de higiene e manipulação de alimentos. Isso pode ser explicado pelo fato dos manipuladores de alimentos, em ambiente doméstico, não receberem instruções corretas sobre higiene alimentar, sugerindo-se a realização de cursos de manipulação de alimentos e de programas de educação alimentar voltados para a população em geral.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Graduanda do curso de Nutrição da Faculdade IELUSC

Publicado
2020-01-28
Como Citar
BRESSAN, Evelin Caroline; OLIVEIRA, Renata Carvalho. Práticas em higiene e manipulação de alimentos no ambiente doméstico de moradores de uma comunidade de Joinville/SC. Redes - Revista Interdisciplinar do IELUSC, [S.l.], n. 2, p. 193-203, jan. 2020. ISSN 2595-4423. Disponível em: <http://revistaredes.ielusc.br/index.php/revistaredes/article/view/38>. Acesso em: 17 abr. 2024.