Contribuição da avaliação dos indicadores gerais da Congnitive Therapy Rating Scale (CTRS) para supervisão em terapia cognitivo-comportamental

  • Emanuely Zelir Pereira da Silva Faculdade Ielusc
  • Brisa Burgos Dias Macedo

Resumo

A TCC consiste em um modelo de psicoterapia baseado em evidências e amplamente difundido no mundo. Sua efetividade no tratamento das mais diversas psicopatologias já foi comprovada por estudos anteriores. Entretanto, para garantir a efetividade neste tipo de abordagem, é preciso que os profissionais sejam bem treinados e submetidos, constantemente, a processos de avaliação de suas competências terapêuticas. A supervisão clínica em TCC é uma das formas mais utilizadas para que o indivíduo possa desenvolver suas competências terapêuticas. Uma das formas objetivas de avaliar o processo e progresso vivenciando a partir da supervisão baseada em competências em terapia cognitiva é a escala Cognitive Therapy Rating Scale (CTRS). O presente artigo teve como objetivo discutir os indicadores gerais de avaliação de competências do supervisionando a partir da CTRS. Os indicadores avaliados foram: agenda, feedback, compreensão, eficácia interpessoal, colaboração e ritmo e tempo de sessão. Sem essas habilidades básicas o terapeuta não alcança uma boa performance. Portanto, a CTRS garante que o supervisor possa sair de uma posição de julgamento e classificar o desempenho do supervisionando de acordo com critérios pré-estabelecidos. Nesse sentido, o papel da supervisão torna-se essencial pois facilita o desenvolvimento das competências necessárias para o progresso.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Psicóloga, formada pela Associação Catarinense de Ensino - Faculdade Guilherme Guimbala, bem como doutoranda e mestre em psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professora associada ao Departamento de Psicologia da Faculdade IELUSC, bem como da Faculdade Guilherme Guimbala e coordenadora do curso de especialização em Terapia Cognitivo- comportamental na mesma instituição. Também é professora na Unisociesc. É uma das coordenadoras do projeto de extensão "Programa de Cessação do Tabagismo na modalidade grupal on-line" (UFSC). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Pesquisa em Atenção Psicossocial: Clínica, Prevenção e Promoção da Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: programas em saúde na modalidade grupal on-line, tabagismo, Representações Sociais, Terapia cognitivo- comportamental. E-mail: emanuely.silva@ielusc.br

Brisa Burgos Dias Macedo

Mestra em Psicobiologia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP) e Doutoranda pelo programada de Pós Graduação em Saúde Mental da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP). Formada em Psicologia (UNIFOR) e com Pós graduação e Proficiência em Terapia Cognitivo-Comportamental (UNICHRITUS/CTC-VEDA RIBEIRÃO PRETO). Realizou treinamento intensivo em Terapia Comportamental Dialética e cursos de extensão na mesma área (Marsha Linehan Institute - BTech). Atualmente é professora de cursos de pós graduação, supervisora voluntária do Ambulatório de Transtornos da Personalidade (APQB) do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e do ADRE (IPq-USP) e em consultório particular, realizando atendimentos clínicos, supervisões e treinamentos de habilidades em DBT em grupo ou individual. Faz parte do grupo de treinadores em treinamento da Behavioral Tech/ DBT Brasil e é mentora do treinamento intensivo em DBT pelas mesmas instituições. É sócia diretora e fundadora da LEVE.SI Terapia Comportamental Dialética. Atua nos seguintes temas: Saúde Mental, Abordagem Cognitiva Comportamental (TCC), Terapia Comportamental Dialética (DBT), Bom Manejo Clínico (GPM), transtornos da personalidade e do humor, desregulação emocional e avaliação e mensuração de dor crônica. Apresenta capacitação em psicologia hospitalar e especificadades realicionadas à DBT.

Publicado
2023-10-14
Como Citar
SILVA, Emanuely Zelir Pereira da; MACEDO, Brisa Burgos Dias. Contribuição da avaliação dos indicadores gerais da Congnitive Therapy Rating Scale (CTRS) para supervisão em terapia cognitivo-comportamental. Redes - Revista Interdisciplinar do IELUSC, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 121-129, out. 2023. ISSN 2595-4423. Disponível em: <http://revistaredes.ielusc.br/index.php/revistaredes/article/view/170>. Acesso em: 17 abr. 2024.
Seção
Artigos