Mães em situação de cárcere e acesso a cuidados relacionados à saúde com ênfase em aspectos psicológicos

  • Sabrina Alexandre FACULDADE IELUSC
  • Maria Beatriz Braun Monteiro
  • Aline Guizolf
  • Gabriela Neumann
  • Hudelson dos Passos

Resumo

O presente estudo objetiva revisar na literatura as trajetórias das mães em situação de cárcere observando as possibilidades de acesso à saúde oferecidas a essas mulheres tendo como ênfase os aspectos psicológicos. A pesquisa se estabeleceu sob a forma de revisão integrativa cujas fontes foram bancos de dados digitais
(Scielo, Pepsic e Google Acadêmico). Pode-se, a partir da análise dos materiais encontrados, identificar uma deficiência na produção de conteúdos que tratem do papel da psicologia dentro da maternidade em cárcere, podendo ser um reflexo da escassez da presença desse profissional no ambiente pesquisado. Foi observado ainda um vasto campo de atuação para o profissional da psicologia neste contexto, considerando o processo de maternidade em cárcere e suas especificidades. Problemáticas como a solidão da mulher encarcerada e a possibilidade de desenvolvimento de quadros depressivos após a separação entre mãe e criança na conclusão do período de amamentação são demandas cuja atuação deste profissional é de direito da mulher. Conforme o § 4º do artigo 8º do ECA (1990), modificado pela Lei n. 12.010 (2009), é dever do poder público prestar assistência psicológica à gestante e à mãe no período pré e pós-natal, inclusive como forma de prevenir ou minorar as consequências do estado puerperal.

Publicado
2021-12-19
Como Citar
ALEXANDRE, Sabrina et al. Mães em situação de cárcere e acesso a cuidados relacionados à saúde com ênfase em aspectos psicológicos. Redes - Revista Interdisciplinar do IELUSC, [S.l.], n. 4, p. 117-130, dez. 2021. ISSN 2595-4423. Disponível em: <http://revistaredes.ielusc.br/index.php/revistaredes/article/view/121>. Acesso em: 22 maio 2022.